Seco fora de casa

O seu filho em segurança em toda a parte

Aos 5 ou 6 anos de idade é habitual que as crianças comecem a manifestar a vontade de passar uma ou outra noite em casa de amigos. Apesar de esta situação parecer ser um problema para crianças que ainda molham a cama, não existem motivos para que o seu filho não aproveite este tipo de planos se fizer uma preparação adequada. Se o seu filho ficar nervoso perante estas situações, explique-lhe que não tem com que se preocupar e que com a sua ajuda não terá nenhum problema. Assim, poderá divertir-se tranquilamente com os seus amigos.

Pode seguir estes conselhos para ajudar o seu filho a proteger-se em caso de qualquer incidente que possa surgir durante a sua visita fora de casa. Garante que ele leva sempre consigo um par de DryNites®, caso ocorra algum escape nas horas de sono, para sentir-se seguro e protegido, uma vez que é discreto como roupa interior autêntica e o resto das crianças não irão notar. Lembre o seu filho que não deve ingerir líquidos durante a hora anterior a ir para a cama e que vá à casa de banho mesmo antes de se deitar. Além disso, informe o adulto responsável sobre esta situação para que possa ajudar o seu filho caso precise e também informe o seu filho para que ele sinta que tem sempre alguém que o possa apoiar.

Siga estas recomendações e conseguirá fazer com que o seu filho esteja mais seguro na hora de ir dormir quando estiver fora de casa.

Se o seu filho fica preocupado em passar uma noite fora em casa, mas os seus amigos fizeram este tipo de planos e não quer perdê-los, pode sugerir que seja ele a convidar os amigos a visitar a sua casa primeiro para que ganhe confiança e veja como se desenvolve em caso de acidente.

Mudanças no seu corpo

Aos 5 ou 6 anos, as crianças começam a preocupar-se mais com o seu corpo e com as mudanças que surgem. Como consequência, com esta idade a sua preocupação perante um problema de incontinência é acentuado e talvez comece a fazer perguntas sobre a situação e em que momento será resolvido.

O mais importante é ajudar a compreender que a culpa não é dele, explicar as causas e convencer que é algo que acontece a muitas crianças da sua idade. Se ele entender a situação, irá sentir-se mais apoiado e não verá como algo tão negativo.

Configuración de Cookies