A eneurese

Qual é a causa?

Nenhuma criança deseja molhar a cama - não o fazem por serem preguiçosas ou desobedientes. Não significa que tenham problemas emocionais, de aprendizagem ou de comportamento. Então, porque sucede? O mais provável é que se deva a alguma das seguintes causas frequentes:

Dos pais aos filhos

Talvez se surpreenda ao saber que o problema de molhar a cama muitas vezes se transmite de pais para filhos. Se um dos pais molhava a cama quando era criança, existem 40% de probabilidades de o filho também o fazer. Se ambos os pais molhavam a cama, as probabilidades sobem até 70%.

Mensagens entre a bexiga e o cérebro

Por vezes, o cérebro não responde ao sinal de que a bexiga da criança está cheia. O cérebro deveria acordá-la para que vá à casa de banho e esvazie a bexiga, mas a ligação ainda não se estabeleceu. No entanto, não se preocupe, com o tempo estabelecer-se-á.

Bexigas pequenas

Algumas crianças utilizam somente uma pequena capacidade da sua bexiga durante o dia. Por isso, durante a noite, a sua bexiga esvazia-se quando atinge esse mesmo nível. Pode ajudar o seu filho a aumentar a capacidade da sua bexiga durante o dia distanciando ligeiramente as idas à casa de banho; isso irá permitir-lhe reter toda a urina gerada durante a noite.

Falta de hormonas

Quando dormimos, a nossa glândula pituitária segrega uma hormona anti-diurética (ADH) que reduz a produção de urina dos rins, para que não tenhamos que levantar-nos para urinar. Algumas crianças simplesmente estão numa etapa na qual produzem uma quantidade insuficiente desta hormona e, portanto, molham a cama.

Sono profundo

As crianças que molham a cama com frequência têm um 'sono profundo', o que significa que estão tão profundamente adormecidas que a necessidade de urinar não as acorda. Ou, tal como o explicava um médico às crianças: "Uma parte do teu cérebro tem que manter-se acordado enquanto dormes para avisar-te de ires à casa de banho durante a noite. Neste momento, o teu cérebro não está a fazer isso". Por vezes, os médicos recomendam o condicionamento do sono (por exemplo, um alarme que dispara quando detecta humidade) para ultrapassar esta situação.

‘Ninguém tem a culpa…’

Qualquer uma destas razões poderia explicar o facto de o seu filho molhar a cama. Ninguém tem a culpa. Por agora, estas coisas escapam ao controlo do seu filho, mas com apoio, encorajamento e paciência, em breve chegará o dia em que deixe de molhar a cama.

Get Adobe Flash player